quarta-feira, 14 de maio de 2008

Killah Priest: Behind The Stained Glass

Álbum novo de Killah Priest, talvez o mais talentoso afiliado do Wu-Tang Clan, membro do grupo Sunz of Man, entre outros. O cara é considerado um dos mais talentosos emcees no jogo, embora isso não garanta a ele sucesso comercial. Seu último trabalho, The Offering, foi lançado ano passado e foi considerado aqui no blog um dos dez melhores do ano, graças às letras bem trabalhadas de Priest.

Behind The Stained Glass, como o próprio Priest afirmara, tem a mesma pegada do álbum anterior. As letras continuam complexas, espirituais. A única mudança significativa reside na produção do álbum. Com a maioria das faixas sendo produzida por DJ Whool, dá para perceber uma sonoridade mais sombria, com beats mais lentos, um uso maior de strings como sample. Profits of Man e 4 Tomorrow, o primeiro single, são os maiores exemplos deste estilo. O resultado final é muito bom, de grande consistência, talvez superior a The Offering, explicado talvez pela predominância de um produtor durante o álbum. Outros beats que se destacam são: I Am e The Beloved - as mais sombrias do disco - além de Jeshurun e Gods Time, cujo uso de samples de piano deixam o clima menos carregado. Fora o trabalho de Whool, Hood Nursery, de Magnetic, merece menção, devido à complexidade do beat, composto por strings e pianos muito bem compostos.

Se no último disco Killah Priest pisou em novos terrenos para suas letras, neste a equação se inverte. Ele mergulha fundo nos seus temas prediletos, tornando-se ainda mais complexo e profundo. Em 4 Tomorrow, ele mergulha fundo nas indagações sobre o futuro, relatando a morte da irmã; Redemption fala sobre a relação de Priest com sua fé, embora o "aleluia" no refrão seja dispensável; Profits of Man tem o emcee recontando sua carreira, refletindo sobre isso; Hood Nursery, entretanto, tem o conceito mais interessante, com Priest usando as rimas infantis para criar a letra, algo similar a um emcee brasileiro fazer uma música usando cantigas como "atirei o pau no gato" ou "batatinha quando nasce...". Obviamente, a infantilidade fica só nestas linhas.

Com este disco, Priest se afirma como um dos bons emcees do jogo, embora seu trabalho não seja tão visível fora da comunidade de fãs do Wu-Tang Clan. O tipo de música que ele faz também contribuiu: não existem músicas para rádio, apenas letras complexas falando sobre assuntos abstratos, com beats nem um pouco dançantes. Além disso, ele é um emcee completo: tem um flow impecável, uma escrita bem elaborada e estilo próprio. É uma pena que poucos prestem atenção nele.

Killah Priest - Behind The Stained Glass
01. I Believe (Prod. Kount FiF)
02. 4 Tomorrow (Prod. DJ Whool)
03. A Crying Heart (Prod. Thoro Tracks)
04. Hood Nursery (Prod. Magnetic)
05. Redemption ft. Jeni Fujita (Prod. DJ Whool)
06. Profits of Man ft. 60 Second Assassin (Prod. DJ Whool)
07. The World (Prod. C sik)
08. Vintage [Things We Share] (Prod. Dirty Needlez)
09. Looking Glass ft. Allah Sun [R.I.P.] (Prod. 4th Disciple)
10. I Am (Prod. DJ Whool)
11. The Beloved [The Messenger] (Prod. DJ Whool)
12. Jeshurun ft. Victorious (Prod. DJ Whool)
13. Gods Time (Prod. DJ Whool)
14. Born To Die ft. Victorious (Prod. DJ Whool)
15. O Emmanuel [Zoom] (Prod. DJ Whool)
16. The End Is Coming [Bonus] (Prod. DJ Whool)

Download

Vídeo da faixa 4 Tomorrow: