segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Singles: The Roots, Rakim, Brother Ali, Raekwon, Vinnie Paz

Consegui recuperar o texto, graças ao Leonardo Vieira, ao Bruno Costa e ao Pedro Ribeiro. Agradecimentos aos dois. Quando vierem a Nilópolis, podem contar com a ajuda deste blogueiro.

As últimas semanas foram pródigas em singles de grupos ou emcees com grande relevância no cenário do rap mundial. Nomes como The Roots, Rakim, Brother Ali, Raekwon e Vinnie Paz todos lançaram a primeira prévia de seus próximos álbuns, que devem ser lançados em breve. Em suma, o que podemos esperar são cinco discos que com certeza farão barulho. Por enquanto, o Boom Bap se limita a falar um pouco sobre cada single. Clique no título de cada um para baixar a faixa.

The Roots: How I Got Over
Apresentada ao mundo numa versão ao vivo no programa onde a banda está como residente, "How I Got Over" traz de imediato uma novidade: além de rimar, Black Thought também canta - e bem. Depois de dois discos um pouco mais sombrios, parece que ?uestlove volta a apostar num groove mais leve, graças ao ótimo refrão (também) cantado por Dice Raw e ao suingue incomporável da Legendária Crew The Roots. Líricamente, porém, BT continua impiedoso, falando sobre vida nas ruas e como ele superou tudo isso, sob a perspectiva de alguém que foi contra uma suposta ordem natural da cidade - algo que a banda inteira faz até hoje. "Aqui fora nas ruas, onde eu cresci / a primeira coisa que te ensinam é não ligar pra nada / este tipo de pensamento não te leva a lugar nenhum".

Rakim: Holy Are You
O emcee favorito do seu emcee favorito está de volta, e disposto a recuperar seu trono no Olimpo do rap. Quase dez anos depois de seu último trabalho, o God MC retorna com o primeiro single de seu novo trabalho, "The Seventh Seal". "Holy Are You" é uma produção arrebatadora que ofuscaria as rimas de qualquer rapper - menos Rakim. Nem o sample sensacional do refrão ou os sintetizadores frenéticos são capazes de diminuir o impacto da escrita do emcee, cuja voz soa como se tivesse vindo diretamente do céu em forma de trovão. Neste single, ele mistura bragadoccio justo de quem é considerado o melhor de todos os tempos até lições espirituais que tentam desmistificar um pouco o mito das religiões, com alguma influência dos Five Percenters. Por fim, o que fica é a mensagem: "Santo é você / Não há nenhum Deus além de você".

Brother Ali: Us
Saímos de um monstro sagrado da velha escola para um dos emcees mais respeitados nos dias de hoje - o que não é fácil na conjuntura atual. Brother Ali prepara seu terceiro disco, intitulado "Us", e já lançou um vídeo que mostra os bastidores da produção do álbum, acompanhado pelo primeiro single, homônimo do trabalho. Produzida por Ant, a faixa parece estar incompleta - um pequeno snippet - mas já demonstra a energia que Ali vai trazer. As oito primeiras linhas são a capella, focando exclusivamente nas rimas autobiográficas de Ali, e só então entra a batida pontuada por palmas e backvocals descompromissados. A letra trata das diferenças entre raças, e como nós só somos fortes unidos. Ninguém melhor do Brother Ali para falar sobre isso. "Eu vou com o sentimento desde o início / cego nos olhos, então eu te vejo com meu coração / e para mim vocês parecem exatamente iguais / com medo, fé, compaixão e dor".

Raekwon: House of Flying Daggers
Parece que agora é sério, e "Only Built 4 Cuban Linx 2" vai sair em setembro. O segundo single do disco é "House of Flying Daggers", uma parceria de Raekwon com os velhos conhecidos GZA(no refrão), Inspectah Deck, Ghostface Killah e Method Man, com produção de J Dilla. O instrumental é de qualidade, traz um clima meio militar, meio tenso, embora as caixas pudessem ser mais marcantes. O refrão de GZA é uma variação do encontrado na clássica "Clan In Da Front", enquanto as rimas dos quatro generais levam qualquer fã do Wu a meados dos anos 90, com levadas agressivas e estórias de rua que só eles conseguem contar. Ainda há tempo para Deck fazer analogias à guerra, e Meth falar dos fãs do grupo, mas Ghost resume bem o espírito da faixa: "O time precisa comer, as sementes estão famintas, é por isso que não temos medo / de quebrar estes caras, nossas armas são poderosas".

Vinnie Paz: Drag You To Hell
Depois de Stoupe lançar seu álbum solo, agora é a vez da metade vocal do Jedi Mind Tricks. "Drag You To Hell" é o single de "Assassin's Creed", projeto de Vinnie Paz. Nesta faixa, a produção é de DJ Kwestion, também membro do JMT, e não decepciona. Sobre pianos ininterruptos e scratches no refrão, Vinnie tem a plataforma perfeita para suas rimas agressivas e cheias de punchlines. O que chama a atenção é como Paz insiste em usar as mesmas terminações em suas linhas, colocando a rima na estrutura interna, o que acaba soando um pouco cansativo. Nada de novo aqui, apenas o velho Vinnie Paz avisando que não é bom mexer com ele - e isso não é uma crítica. "Feios e ignorantes é como eles nos veem / eu não ligo, só estou tentando lidar com meus demônios pessoais".

Vídeo da apresentação de "How I Got Over" no Jimmy Fallon Show:



Vídeo de "Us", por Brother Ali: