quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Tradução: Big L - Devil's Son

Na última segunda-feira, dia 15, completaram-se 11 anos da morte de um dos mais talentosos letristas que o rap já viu: o nova-iorquino Lamont Coleman, mais conhecido como Big L. Poucos caras até hoje demonstraram tanta habilidade e técnica para rimar quanto ele. L fazia cadeias de rimas multissilábicas comos e fosse a coisa mais fácil do mundo - ele fazia isso até em freestyles -, e não sacrificava significado; pelo contrário, algumas de suas punchlines estão entre as mais memoráveis do gênero. Seu disco de estreia, "Lifestylez ov da Poor & Dangerous", de 1995, é um exemplo do virtuosismo de L, mas foi um single anterior ao álbum que fez com que o nativo do Harlem ganhasse reconhecimento no underground dos EUA: "Devil's Son".

A faixa, produzida pelo companheiro de Diggin In The Crates Showbiz, trazia Big L contando para seu beatmaker um sonho que teve, no qual ele era o filho do diabo. A partir daí, ele personifica o herdeiro do coisa-ruim e começa a relatar as atrocidades que cometera de uma forma tão pesada que faria tremer qualquer carola e faria "Sympathy for the Devil", dos Rolling Stones, parecer uma cantiga de ninar. Por trás disso, porém, esconde-se uma metáfora um pouco mais profunda; é como se L falasse diretamente para os rappers que se engalfinhavam para mostrar quem era o mais cruel e durão, como se isso fosse algo para se gabar: "vocês são durões? Pois bem, eu sou o filho do diabo!". Quer coisa mais sinistra que isso? Vendo por outro lado, é mais uma confirmação da atitude "eu não dou a mínima" e do poder lírico do rap, e como ele pode ser muito mais pesado e sombrio que qualquer outro gênero - só é necessário um emcee do quilate de Big L. Ainda assim, talvez o interlúdio no qual L diz que foi um sonho que teve seja uma tentativa de amenizar o discurso, se é que isso era possível.

Há muito tempo, o Boom Bap trouxe uma resenha de "Lifestyles ov da Poor & Dangerous". Hoje vocês ficam com a tradução de "Devil's Son". Divirtam-se!

Big L - Filho do diabo

[Intro]
Aí, Showbiz, eu tive este sonho estranho noite passada. Eu era o filho do diabo, cara, e estava fazendo umas paradas sinistras...

[ Sample : Nas - "Live at the BBQ"]
"Quando eu tinha 12 anos, fui para o inferno por matar Jesus"
"Estou atirando em freiras com armas automáticas"

[ Verso I ]
L é um rebelde, num nível superior, vá pegar uma pá
porque eu sou o filho único da porra do diabo
é fato que estou vivendo no pecado, negro
niggas deveriam saber que eu era doente desde as coisas que eu fazia há um tempo
porque eu não podia parar de ser mau
quando estava na pré-escola, eu bati com um bloco de madeira numa criança até ela morrer
ficava espancando uns viados
eu percebi que toda vez que ficava puto algo ruim acontecia
um maluco me bateu com uma garrafa de cerveja, e depois correu com medo
mais tarde acharam ele pendurado num lustre
eu acabo rápido com os inimigos
minha mãe sabe quem eu sou porque ele sabe com quem ela estava transando
666 no meu crânio, sem truques
quando eu cerro os punhos, minha mãe pega o crucifixo
e eu mato otários pelo mais barato preço
estou andando com Satã, não com Jesus Cristo
eu já acabei com milhares de inimigos
Big L, direto do inferno, o filho do diabo

[ Refrão : Samples ]

[ Verso II ]
Aqui é o Big L, e meu interesse é ganhar dinheiro
eu sou um vilão de pedra conhecido por matar e estuprar freiras
aí, eu mato até vadias aleijadas e coxas
olhe para a minha cabeça bem de perto e você vai ver triplos seis
não há nenhuma dúvida de que eu só ligo para o dinheiro
eu acabei de assinar um contrato vitalício com uma funerária
esse cara que me devia dinheiro, eu não tirei a vida dele
em vez disso, eu amarrei ele e o fiz me assistir estuprando a mulher dele
um cara poderia tentar me difamar, mas isso é arriscado
ele começou a gingar, mas me errou
então eu comecei a atirar nele
eu cuspi na porra do rosto dele e saí andando
uma vez uma garota atirou em mim
eu morri, mas voltei à vida em outro corpo
a maneira como eu vivo é muito errada
eu sou um demônio do inferno sem o rabo ou os chifres vermelhos
matar é divertido, eu sou o número um com uma arma
seja falso e eu acabo contigo, porque você não pode correr do filho do diabo

[ Refrão ]

[ Verso III ]
O Big L é estritamente tiroteio
eu corro pela igreja e dou coronhadas no padre todo domingo
e depois que eu pego todo o dízimo
eu mando caras para matar Tone, sua mãe e sua filha
eu sobrevivo com minha imagem de extorsão
eu tenho espreitado Lennox, colecionando mais cadáveres do que clínicas de aborto
um cara tentou acabar com o L
atirou em mim com uma Tech, eu apenas gargalhei e cuspi tudo de volta
depois eu peguei a arma dele, e ele ficou de joelhos
com facilidade eu o fiz congelar, ele me implorou por favor para não atirar
mas eu não sou deste tipo, eu acabei de atirar em um ônibus
gunclap *bang*, outro cara morde a areia
eu não tolero vacilos
comporte-se mal e será mandado para o túmulo pelo filho do diabo

[ Interlúdio ]
É isso aí, Big L, o porra do filho do Diabo, está definitivamente em cena, mandando um salve para todos os assassinos, bandidos, ladrões armados, serial killers, psicóticos, lunáticos, viciados em crack, pacientes mentais, retardados mentais, e um salve especial para todos os manos com AIDS, paz!

[ Samples ]

8 comentários:

Luis Eduardo Campagnoli disse...

Que nem o Zina, mandando um salve pra galera. Salve pros bandido, pras puta, pros viado, pros corinthiano... Podia até colocar a base do Dr. Dre no interlúdio.

rubens disse...

caralho;;; sei lá, por questão pessoal, nunca tinha curtido muito o Big L;;

mas essa letra acaba de entra na minha lista de mais criativas do rap... simplesmente foda...!

Mychell__ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mychell__ disse...

Letra criativa, mas horrível.

Eric Magnus disse...

Letra pra gente grande. Pra quem ta livre dos preconceitos catolicos. Deixa o cara falar do capeta se ele quiser.

Big L é foda!

Thiago disse...

Eu gostava bastante do som MVP. Pra mim é um clássico.

Alan Ongaro disse...

Big L é simplesmente o melhor rapper de todos os tempos.

FERL TX35 000 disse...

Peça fundamental no alicerce do horrorcore...Big L mítico!
sem frescuras e firulas...pra quem ta pouco se fodendo pra dogmas religiosos...