sábado, 2 de agosto de 2008

Vordul Mega: MegaGraphitti

Depois do parceiro Vast Aire, é a vez de Vordul Mega, a outra metade do Cannibal Ox, lançar um álbum solo neste ano. Enquanto seu companheiro tornou-se mais conhecido, graças a um, reconhecidamente, maior carisma e estilo mais destacado, Vordul seguiu um caminho mais tradicional, com um flow mais seco. Depois do sucesso de The Cold Vein, a dupla teve alguns problemas, como a depressão crônica de Vordul, que impediu que o emcee desse sequência à carreira.

Agora, ele lança MegaGraphitti, um álbum que surpreende pela qualidade. Confesso que não esperava um trabalho tão bom, mas Vordul lança um disco, no mínimo, do nível de seu parceiro Vais Aire. A diferença é que, enquanto Aire optou por uma sonoridade parecida com o clássico do Can Ox, com sons futuristas e eletrônicos, Vordul escolheu samples orgânicos, refrões melódicos e uma grande pitada de soul. Isso não quer dizer, porém, que não há espaço para loops sujos e abstratos, mas não é a predominância do álbum.

Vordul tem um flow bem mais rápido e convencional que o de Aire, o que torna suas músicas um pouco mais fáceis de digerir. Além disso, ele é craque em escrever estruturas complexas de versos, cheios de sentidos filosóficos e com rimas internas. É quase um mini travalínguas. Em Stay Conscious, a faixa de abertura, ele lembra bastante a introdução de The Cold Vein, cuspindo fogo sobre um belíssimo beat de Zach One, com pianos, um baixo elegante e loops vocais. AK-47 tem Vordul e Vast Aire trocando versos em um beat simples e esparso; Trigganomics conta com a produção de Bronze Nazareth, ou seja, é garantia de qualidade, sobretudo quando ele mistura uma bateria simples e sons eletrônicos e strings.

Continuando os destaques, em Beautiful Vordul conta com a ajuda de um refrão cantado e um beat mais convencional para falar sobre beleza de uma forma bem mais ampla. Keep Living é uma produção de El-P, então podemos esperar um som mais experimental e complexo: ruídos eletrônicos, samples vocais, pequenos excertos de piano, tudo isso misturado em um dos melhores beats do disco. Por fim, Zach One, que iniciou o disco, também o fecha, com outra grande produção, MegaGraphitti, com um baixo proeminente e pequenos elementos se alternando no fundo, e Vordul em grande forma no microfone.

Tirando o fato de ser completamente ofuscado por Vast Aire em qualquer faixa em que dividam os microfones, Vordul Mega ainda assim mostra uma consistência elogiável no álbum, enquanto os beats foram bem escolhidos e são coesos. Para quem ficou um tempo fora do jogo, até que o emcee voltou com um trabalho acima da média. Agora, é torcer para que ele possa continuar gravando bons álbuns.

Vordul Mega - MegaGraphitti
1. Stay Concious (Prod. By Zach One)
2. AK-47 Feat. Vast Aire (Prod. By Opto)
3. Opium Scripts Feat. Billy Woods (Prod. By Bond)
4. Hattori Hanzo (Prod. By DJ Marmaduke)
5. Air Battery Feat. Tommy Gunn & Billy Woods (Prod. By Bond)
6. Trigganomics (Prod. By Bronze Nazareth)
7. Broken Halo Feat. Invizzible Men & Hi-Coup (Prod. By Lex Boogie)
8. Light (Prod. By Bond)
9. In The Mirror Feat. Vast Aire (Prod. By Sid Roams)
10. Beautiful (Prod. By Armyfatigue)
11. Learn (Prod. By Ravage)
12. Peanut Butta Up's (Prod. By DJ Marmaduke)
13. Keep Living Feat. Billy Woods (Prod. By El-P)
14. Imani (Prod. By Essex Dogs)
15. Megagraphitti (Prod. By Zach One)

Download
Link consertado!

Vídeo da faixa Megagraphitti: