terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Damu The Fudgemunk: Kilawatt V1 EP

Ano: 2009
Gravadora: Kilawatt Music
Produtor: Damu The Fudgemunk
Participação: Raw Poetic

O melhor produtor da nova geração ataca novamente. E agora não só com instrumentais. O talentosíssimo Damu The Fudgemunk, que o pessoal que acompanha o blog sabe que é um dos mais admirados na arte de beatmaking por este escriba, lançou seu último trabalho de 2009. Trata-se de um EP curtinho, intitulado "Kilawatt V1", com duas faixas rimadas pelo Raw Poetic, do Panacea, e seus respectivos beats, além de mais um instrumental, porque ninguém é de ferro. Para quem é fã do cara, também saiu um disco com as batidas do "Travel At Your Own Pace", que ele fez junto com o emcee Insight sob a alcunha de Y Society.

Pois bem, voltemos ao EP. Na verdade, o "Kilawatt" é um projeto da gravadora britânica de mesmo nome, que consiste em chamar um produtor por volume. O escolhido para dar o pontapé inicial foi o Damu. Outra curiosidade que eu gostaria de chamar a atenção foi a busca incessante empreendida para achar o disco pela internet. O trabalho só está disponível em vinil ou no iTunes e, com o crescente cerco aos blogs de música, foi quase impossível achar a parada. Tive de recorrer a um programinha que já fez a alegria de muita gente na era pré-blogs: o Soulseek. E mesmo assim foi difícil achar.

Finalmente apto para ouvir as músicas, fui recompensado pela qualidade. Damu mais uma vez deu mostras de que é o herdeiro legítimo de monstros sagrados da Golden Age norte-americana, com uma produção cada vez mais detalhista e cada vez menos sensível ao mercado. Não há concessões nos beats de Damu, apenas samples picotados e organizados imaculadamente, scratches e colagens certeiros e caixas tão pesadas quanto sujas. É bem legal ver como o cara consegue empilhar vários samples diferentes numa só batida e agir como se fosse um maestro, dando espaço para cada excerto e planejando diversas variações.

"Day By Day" abre o EP com Damu homenageando os DJs Grandmaster Roc Raida e Mr. Magic. Logo depois, o batidão e a voz de Raw Poetic entram em cena. E dá para notar o modus operandi de Damu: vários samples se intercalando ao longo do verso, uma colagem no refrão junto com um sax separado especialmente para a tarefa; no segundo verso, outro sample para reintroduzir Poetic no mix; e assim vai. O interessante é notar como o DopeGraffHead consegue administrar bem todos os samples disponíveis. "Prosper", a outra faixa, segue mais humilde, com um loop principal e pequenas variações, mas com o mesmo clima old-school, enfatizado pelo fato de Raw Poetic ter uma voz parecidíssima com um jovem Common. O resultado é quase um leftover de "Resurrection".

Depois de "Kilawatt V1", a esperança é que 2010 comece para Damu assim como terminou 2009: trabalhos na rua, produções para outros artistas e ainda mais reconhecimento. O cara tem um potencial enorme, e um trabalho com um emcee de maior porte com certeza ajudaria este beatmaker a evoluir ainda mais. Já foi ventilado um disco em parceria com o O.C., mas aparentemente foi para a gaveta. Entretanto, este parece ser um bom caminho: nada contra Insight e Raw Poetic, mas, quando Damu entrar no laboratório com um peso pesado, uma nova era dourada pode se principiar.

Damu The Fudgemunk - Kilawatt V1 EP
01. Day By Day
02. Prosper
03. Wonka Beat 1
04. Day By Day (instrumental)
05. Prosper (instrumental)

Vídeo da performance de "Prosper" ao vivo:

4 comentários:

Bruno vieira disse...

download?
em mano, deve se chato, mas umas traduções seria classe

Luis Eduardo Campagnoli disse...

Coé, Felipe.
Justamente por mão estar rolando a enxurrada de blogues postando os lançamentos que tu tem que postar o link aí pra nós! Deixa o gostinho do álbum no texto e, no fim, cadê o download? Hehe, vacilo. Vou recorrer ao slsk também!

JNOTA disse...

maybe something got lost in translation but ... you go through all of that effort to search for it and claim its hard to find, yet is is available for purchase on itunes? you took the time to do this great write up about it and praise damu's music only to suggest people download a rip of it and not support him. this is why legit releases are few and far in between.

Felipe Schmidt disse...

JNota, sorry, but I don't have access to iTunes here in Brazil - if you researched a little bit about this market, you would know. I don't even suggest people to download it, I simply talk - with much praise, because I'm a great fan of Damu's work - about the music.

It's up for the readers decide how they will have access to Damu's work. But I'm pretty sure that most of them wouldn't know about Damu without Boom Bap here in Brazil.

I don't like to touch bootlegging issues. I write only about the music. That's why there's no download links in the blog. I think you should acknowledge Boom Bap's work e its part in spreading Damu's name in a place where you never ever look for.

Boom Bap is a Hip-Hop blog with the same importance to Brazilian fans as another blogs are to americans. They received a advance, huh? And what about Boom Bap? We should pay to have the right to spread the work, right? Even if I can't have access to the platforms where the music is available?

I appreciate Damu's work since Y Society, and I'm a great fan of the guy. But I completely disagree with your reaction on my post. I'm talking about the music and praising his work for a public that you don't even know. If one day Damu comes to Brazil - and he would be paid for -, it's because of the exposure of his work here. Role played by Boom Bap. Yeah, be sure, so many things got lost in translation.