segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Kamau: 21|12 + Só(remix) + Resistência(remix)



É sempre assim. Quando o ano está acabando e nós já começamos a revisitar tudo o que aconteceu no rap durante o ano, os trabalhos começaram a aparecer no Brasil. No caso de Kamau, a data tem um porquê: o cara completa 21 anos de skate e 12 de rap. Portanto, nada mais justo que celebrar o marco no dia 21/12 com o que ele sabe fazer de melhor: música. É assim que chegam a nossas lentes e ouvidos o vídeo do remix de "Só", música do álbum "Non Ducor Duco", e os singles "21|12" e "Resistência", esta última outro remix, desta vez com a preciosa participação da emcee, revolucionária, ativista e top 10 do Boom Bap Invincible.

Comecemos pelo vídeo. Dirigida por Fred Ouro Preto, responsável também pelo audiovisual de "Triunfo", do Emicida, a película traz um Kamau só - como sugere o nome da faixa - pelas ruas e noites de São Paulo destilando uma letra reflexiva, que funciona quase como um lembrete para o artista que tá na correria tentando vencer nessa coisa chamada rap, mas podem se aplicar a qualquer outra vertente de nossas vidas. Entretanto, vindos de um cara que já tem no currículo uma grande gama de experiências dentro do gênero, os versos resumem uma cartilha para os iniciantes nos trabalhos: foco, convicção e nada de esperar pelos outros. Em tempo: o beat, autoria do curitibano Nave, é espetacular. O sample todo picotado induz a cabeça a movimentos regulares, e aquela variação no refrão é a cereja no bolo.

Chegamos aos singles. "21|12" é a faixa inédita, feita especialmente para esta data. E, considerando o significado dos números para Kamau, é de se esperar uma carta aberta expondo os sentimentos do emcee para os fãs. A batida, cortesia de Renan Samam, já dá o tom para o clima confessional que nos aguarda. No primeiro verso, ficamos sabendo como começou a paixão pelo skate; no segundo, é o amor pelo rap que toma forma e faz Kamau precisar decidir entre os dois: a escolha pelo microfone com certeza agradou a muita gente nesse Brasil inteiro. Mas o mais legal é a introspecção que o cara atinge na letra. É como se ele estivesse conversando contigo ali do lado, contando a história dele. Também não se pode deixar de mencionar os scratches brincando com o título da faixa.

Para fechar, o remix de "Resistência" traz um verso inédito da americana Invincible. Enquanto Kamau expande o tema de resistência para diversas áreas, tendo o rap como ponto de partida, a emcee sente-se à vontade para abrir sua caixa de ferramentas revolucionária para atacar os falsos revolucionários, que "falam sobre trabalhadores como se todo dia fosse 1º de maio".

Bom, dá até para dizer que é Papai Noel que traz para os fãs de rap que se comportaram direitinho um final de ano movimentado. Se pensarmos assim, o single de Kamau é, sim, um ótimo presente para todos nós. E amanhã, para fechar a temporada 2009 do Boom Bap, um texto sobre o novo EP do Elo da Corrente, o outro presente de Natal do rap brasileiro.

Ouça "21|12"
Ouça "Resistência (remix)"