sexta-feira, 2 de abril de 2010

Method Man: Tical

Ano: 1994
Gravadora: Def Jam
Produtores: RZA (todas as faixas), 4th Disciple (7), Method Man (9).
Participaçoes: Booster (faixa 3), Streetlife (4 e 11), Raekwon (6), Blue Raspberry (8, 11 e 12), Carlton Fisk (9 e 11).

Ok, o "Wu-Massacre" vazou antes do especial terminar, mas não é por isso que vamos abandoná-lo, certo? Pois bem. Depois de "Supreme Clientele", o clássico de Ghostface Killah, chegou a vez do Boom Bap apresentar "Tical", o álbum de estreia e melhor item do catálogo solo do Method Man. O disco foi o primeiro a sair na leva de projetos solos que os membros do Wu-Tang Clan lançaram logo após o sucesso do álbum do grupo. E não foi por acaso que o ataque começou com o Mr. Meth. É que, desde "Enter the Wu-Tang" e a faixa solo "Method Man", o cara já era preparado como a estrela da turma, aquele com o maior potencial de atingir audiências do mainstream - o que ficou comprovado anos depois, com filmes, sitcoms e álbuns de qualidade duvidosa proporcionadas pelo Iron Lungs.

Voltando a "Tical", o disco, apesar de ser o melhor da carreira solo de Meth, é provavelmente o mais "humilde", comparado a obras-primas como os projetos lançados pelos parceiros GZA e Raekwon. Por outro lado, apesar do potencial crossover do rapper, o que podemos perceber é que o álbum contém os beats mais minimalistas e sujos oferecidos por RZA. Algumas curiosidades sobre a feitura de "Tical": uma enchente no estúdio do grupo acabou com todos os beats já feitos para o álbum, o que obrigou RZA e Meth, pressionados pela gravadora para cumprirem o prazo de lançamento e não perder o buzz do grupo, a refazerem todo o disco em tempo recorde; desesperados com o clima soturno do projeto, os executivos da Def Jam viram em "All I Need" a chance de um single para o rádio, e ofereceram a Meth um carro em troca da participação de Mary J Blige em um remix produzido por Puff Daddy. Depois de muito relutar, Method Man capitulou, com uma condição: haveria também o remix de RZA. Fim da história: foi o Razor Sharp remix que explodiu e garantiu certificado de platina e um Grammy para Meth.

Aliás, "Tical" é cheio de pequenas histórias curiosas que ajudam inclusive a entender o modus operandi do Wu no começo da carreira. Uma das faixas mais memoráveis do disco, "Meth vs Chef", reeditada recentemente em "Wu-Massacre", é nada mais nada menos do que uma disputa entre Method Man e Raekwon pelo beat que mais tarde aparecia no disco de Rae como "Guillotine [Swordz]". O expediente era usado constantemente pelo então ditador RZA para decidir quais membros ficariam com quais batidas.

Depois de todo este background histórico, foco no álbum. A atitude "não estou nem aí, faço o que eu quiser" que consagrou o Wu fica muito evidente também com Method Man. Mesmo estando numa grande gravadora como a Def Jam, o cara não se rendeu a fórmulas para vender. Os beats são incrivelmente soturnos e pesados, com Meth rimando igualmente sem concessões, com um battle rap afiadíssimo, concentrado em pintar imagens violentas e homenagear a sua tão amada cannabis. Mas o ápice desta postura é "Release Yo'Delf". Quem mais além de Meth e RZA para parodiar no refrão o hino disco e posteriormente gay "I Will Survive" e fazer disso ameaçador? Quem mais além deles para pegar o tal refrão e transformá-lo em um misto de autoexaltação e ameaças à indústria musical, tão bem representada pela Def Jam? Quem mais poderia colocar caixas tão pesadas e ainda assim fazer da faixa um potencial hit? Ninguém, amigos, ninguém. Vejam o refrão:

"Quando eu apareci na cena, os caras ficaram petrificados
voltaram correndo para o estúdio como se estivessem sendo procurados por homicídio
minha levada faz contigo o mesmo que a Tical, e nunca te guiará errado
e todos vocês, vacilões da indústria, suas carreiras não vão durar muito"

Os outros dois singles também têm em comum esta independência criativa. "Bring The Pain" surge com o flow característico de Meth enquanto o mesmo exercita suas habilidades líricas sobre um beat com uma espécie de murmúrio no fundo e um refrão ragga, este último responsável pelo único fator radiofônico da faixa; "All I Need", a versão original, tem as mesmas letras, mas nenhuma cantora no refrão e uma batida ainda mais rasteira.

E, se os singles resumem bem a proposta de "Tical", é necessário mergulhar nas outras faixas para completar o quebra-cabeça. A exataltação à maconha, já implícita no título do álbum, fica ainda mais evidente na faixa homônima, que abre o CD. À parte o refrão pedindo "passe [ o baseado] para cá", repare no flow mais lento e na autoconfiança das rimas de Meth - "Eu não procuro por problemas, eu já sou o problema" - como referências mais sutis à musa inspiradora. Outra característica de Method é evidente no disco. Apesar de vir de um grupo com temáticas violentas, Meth sempre primou por saber misturar estas referências a sacadas carismáticas e engraçadas. E há linhas que comprovam isso por todo o álbum, como em "Biscuits": "Você está pronto para encarar as consequências e sofrer? / Eu digo até para a sua mãe que você não é nada".

Como em todo grande disco, "Tical" também esconde algumas joias por trás dos sucessos. "Mr. Sandman" é uma delas, sendo a única posse cut do álbum. Com uma participação primorosa de Blue Raspberry no refrão e nos adlibs, Meth se junta a RZA, Inspectah Deck e aos protegidos Streelife e Carlton Fisk, se arrisca na cantoria e torca versos de altíssimo nível sobre uma batida que representa bem o tal som característico do Wu. Engraçado notar que, ao contrário da cartilha rezada na época pelos membros do grupo, "Tical" não conta com a participação de todos os generais, talvez como uma estratégia para catapultar Method Man ainda mais para o estrelato. "Sub Crazy" é outra faixa digna de nota, pois é nela que RZA põe em prática seus experimentos, sampleando trilhas sonoras dos filmes de kung fu e abdicando de caixas para criar um som turvo, quase cinematográfico.

Mas a grande estrela é mesmo Method Man. O cara reeditou em sua primeira aventura solo todas as qualidades que mostrara na estreia do Wu, com uma levada impressionante que marcaria sua carreira, e um carisma que mais tarde o transformaria numa estrela além-rap. Em "Tical", ainda como o membro mais carismático do Wu, ele criou um disco que, apesar de ter ficado conhecido pelos singles, tem ainda mais substância nos seus confins, o que não deixa de ser uma metáfora moderna para o próprio estado do rap.

Method Man - Tical
01 : Tical
02 : Biscuits
03 : Bring The Pain
04 : All I Need
05 : What The Blood Clot
06 : Meth Vs. Chef
07 : Sub Crazy
08 : Release Yo' Delf
09 : P.L.O. Style
10 : I Get My Thang In Action
11 : Mr. Sandman
12 : Stimulation
13 : Method Man Remix

Vídeo de "Bring The Pain":


Vídeo de "Release Yo' Delf":


Vídeo de "You're All I Need To Get By":

12 comentários:

S.A.R.C.I. disse...

CLÁSSICO!!!!!!!! Ti-CAAAALLL (8)

esse album é ducaraio! rs

Chiocki disse...

esse aí é foda

Paulo7th disse...

Foda!


Felipe uma sugestão, pensei nisso agora. Você poderia dar "números" aos álbuns, tipo de 7/10 pontos, 9.5/10. Que tal?

S.A.R.C.I. disse...

agora no aguardo do clássico mais picoroso fodástico dessa p*ha !! OB4CL

Bruno vieira disse...

TICAAAL

Meth é foda

rodrigo disse...

esse álbum é a parada + suja até então, até a qualidade de áudio é trankera...

coisa + linda d ouvir...
kkkkkkkkk

negrogu disse...

WU TANG é pra sempre todo mundo tá ligado .. é simples assim essa é a merda mais louka genial da historia da musica ^^

Anônimo disse...

I am no longer positive the place you're getting your info, however great topic. I must spend a while studying more or understanding more. Thank you for excellent info I used to be in search of this information for my mission.
Here is my web site :: lanautica.com

Anônimo disse...

My brother recommended I would possibly like this website.

He was entirely right. This post truly made my day.
You can not believe just how much time I
had spent for this information! Thank you!
Feel free to visit my web site ; gdzie kupic penilarge

Anônimo disse...

What's Going down i'm new to this, I stumbled
upon this I've found It absolutely useful and it has helped me out loads. I hope to contribute & assist different users like its aided me. Great job.
Feel free to surf my site ... Gambling

Mia Mossberg78 disse...

Ei,

Gravação HipHop sensação Provy Suflayy lançou seu primeiro single fora de seu próximo álbum!

'A Star Brite Burnin' apresenta "Best Kept Secret" da Nova Zelândia Kiwi Schryvers artista Rachel.

Vá comprar agora no iTunes e outras belas varejistas online por apenas 0,99 centavos!

Confira o vídeo da música agora no youtube!
http://www.youtube.com/watch?v=X06H7IVEbAY

Anônimo disse...

It's great that you are getting thoughts from this paragraph as well as from our discussion made at this time.

My weblog ... Burj Khalifa