quinta-feira, 7 de maio de 2009

Gangstarr: Moment of Truth + Tradução


Caro Guru,

Ouvi recentemente seu novo projeto - Guru 8.0 Lost and Found -, e a audição me deixou traumatizado a ponto de escrever para você. Como pode, você, um dos caras mais respeitados na história do rap, render-se de forma tão fácil aos macetes da indústria? Confesso que ainda acho que é mentira o fato de ter ouvido sua voz num autotune. Justo você, que sempre atacou os emcees falsos e fracos, que fez parte de um dos melhores grupos do gênero.

Bom, eu tenho de admitir: tenho algumas restrições ao seu trabalho. Reconheço que escreveste grandes letras, mas nunca admirei sua levada. Também repudiei a forma como o Gangstarr acabou e como você se porta perante isso. Dizer que o grupo já atingiu o limite e você queria coisas novas? Achei um pouco de prepotência, até porque o Premier, para mim a verdadeira base do grupo, continua até hoje doido para retomar a dupla. Mas você não, faz pouco caso e prefere se juntar ao "super" produtor Solar. Bom, a carreira e as decisões são suas, assim como as consequencias. Ah, não me deixe esquecer: você é um nome importantíssimo, mas não é uma lenda do Hip Hop. Seu grupo era, e os genes lendários eram mais do Primo do que seus.

Para lembrar um pouco disso, queria propor um mergulho no trabalho no qual você chegou mais perto de ser uma lenda. Lembra de Moment of Truth, no longínquo 1998? Pois é, apesar dos discos anteriores terem sido mais falados, foi neste que você rimou melhor sobre os beats imaculados do Primo. Sua levada parecia mais ajustada, as sílabas fluíam melhor e as letras eram sensacionais. A forma como você misturou rimas de batalha com bragadoccio, histórias de rua e outras faixas mais filosóficas merece muitos elogios. Sua escrita também ficou mais rica, você abusou das rimas internas e isso teve um impacto bastante positivo.

"Moment of Truth" tem uma letra absurda, e eu gostei de como você rima como se estivesse falando diretamente com a juventude, passando conselhos. O conceito de "JFK 2 LAX", de você estar se defendendo de um tribunal, também foi muito bem executado, e de quebra tem uma clima motivador e uma das minhas frases preferidas: "Leia, estude, construa seu poder interior / o próximo nível não tolera covardes". "What I'm Here 4" também é ótima, com você voltando um pouco na sua história, explicando suas motivações para rimar. Ainda tem um monte de conceitos legais, como o storytelling de "Betrayal" ou a homenagem de "In Memory Of". Guru, neste álbum você realmente se superou.

E a produção do Premier? Cara, eu ainda não sei por que você não quis mais trabalhar com ele e chama o Solar de super produtor. Depois de já ter criado várias obras, o Primo fez de Moment of Truth um hábitat natural para emcees. Não à toa, vocês chamaram vários convidados para o disco, e todos eles brilharam intensamente - alguns até te ofuscaram. Pois bem, os beats são impecáveis! A capacidade do seu (ex) amigo de pegar samples mínimos e construir grandes batidas é sobre-humana. "You Know My Steez" é emblemática, né? Ele pegou pequenos pedaços e os orquestrou novamente para criar aquele loop insano.

"The Militia" é outra batida inexplicável. As caixas pesadas, o andamento reto, a linha de baixo pulsante e aquelas strings pontualíssimas foram um combo perfeito. O nome não poderia ser mais propício aqui no meu Rio de Janeiro, acho que se os caras ouvirem essa música, ela se torna hino deles, até porque parece mesmo música de guerra, música para se ouvir quando estiver puto da vida. Mas é legal como o Primo consegue equilibrar as coisas: para cada pancada, tem uma mais lenta, como "JFK 2 LAX" - aquele sample vocal é perfeito -, ou até puxando pro R&B, sem ser meloso, é claro, no caso de "Royalty", com uns pianos que me fazem viajar no tempo.

Enfim, cara. Moment of Truth, para mim, é exatamente o que o nome diz: o momento da verdade, quando você evoluiu seu jogo, pôde fazer justiça à produção do Premier, assumiu uma posição importante no rap e soube lidar com isso. Eu vejo o disco como o topo da montanha, depois de vocês escalarem durante anos: é uma celebração de maturidade musical, de reconhecimento. Talvez o tal auge do grupo a que você se referiu esteja neste álbum, mas acho que o desafio seria manter o nível, e não simplesmente desbandar.

Finalizo esta carta com a esperança de que esta volta ao tempo te ajude a repensar suas últimas escolhas e, principalmente, sua posição quanto ao Gangstarr. Seu lugar, cara, é junto do Premier, soltando conhecimento, e não fazendo música com autotunes, sobre batidas plastificadas. Talvez seja um problema financeiro, você esteja precisando ganhar algum dinheiro, por isso resolveu fazer isso. Em respeito a esta hipótese, não colocarei o link para download do álbum no meu blog.
Saudações do Brasil,
um fã de rap qualquer

Vídeo da faixa "You Know My Steez":


Vídeo da faixa "The Militia":



Continuem mandando suas batidas para o Concurso Boom Bap de Beats! As inscrições vão até o dia 9 de maio.

11 comentários:

DJ Julio disse...

É Rapaz... Eu tenho esse album original até hoje. Gastei mó grana na época,ralei o mês todo pra catar essa pérola, discos importados eram o olho da cara!
aquele beat do "Work" e do "B.I. vs Friendship" com o M.O.P. quebrando tudo, caraio "...Gangstarr M.O.P`., Nigga... If You a man, you got understand!!!"
Mas como vc disse no post anterior, resta algumas esperanças contra os mothafucker robots! o som novo do Wu, esse do Krs, e o nosso nacional q não deixa a peteca cair, os sons novos do Redman com o Method e do Capone-n-Noreaga com o Próprio Premier, dão novo fôlego ao jogo, funcionando pra nós, "BoomBapers", como máscara de oxigênio em meio à poluição. Vlw o post, Forte abraço Guerreiro!

Anônimo disse...

Mano, meu desabafo foi todo nesse post! Eu juro por Deus! Faltava alguém no Brasil falar sobre o Gang Starr, me matei durante uma semana fazendo uma página no wikipedia em português. O melhor grupo de Rap ao lado do Wu-Tang na minha opinião! E um dos 5 melhores álbuns da história o Moment Of Truth... Tô realmente agradecido a você por ter feito isso! E só consta; Guru pra mim é um dos melhores MC que já pisaram na terra.

Eduardo Campagnoli disse...

Vou até ouvir de novo os Gangstarr que eu tenho aqui. Tem tempo que tão na estante.
Esse clipe da The Militia é muito foda.

Quanto à última brincadeira do Guru, eu nem fiz questão de pegar.

Anônimo disse...

gostei bastante deste post!! fez-me voltar atras no tempo... relembrar a melhor altura do rap de sempre! gangstarr vai ser sempre akela base e esta noticia do guru desapontou-me bastante, pois era dos mc's k eu achava mais Reais, e nao ha desculpas possiveis para o k ele fez!
O dinheiro vai e vem enquanto a personalidade duma pessoa se deve manter sempre pura e real! É isso k define o Artista de Rua! PERSONALIDADE
este blog é 5*! Parabens.

Anônimo disse...

fica claro o valor de cada um como artistas solos... guru com solar fazendo as versions com o solar enquanto o premier nao para de trampar, e mostrando varios caras bons e novos na cena (vide term, reks, skyzoo,...) ao mesmo tempo mostrando que tem mcs das antigas q ainda mandam bem ate hj mantendo a raiz (vide kool g rap, mc lyte, az), trampa com seu selo/banca lancando big shug (pra mim play it é um som foda demais), bloq poet (ta pra sair o album novo), NYG (esse album representou), trampando com o pop (no ultimo album da cristina aguilera e no proximo mais 4 sons, foi cogitado pra fazer um album com a witney houston,mas nao sei q fim deu essa historia), e até os mainstream como o luda e o fat joe,...

citei somente trampos mais recentes do cara, exatamente para a comparação entre o trampo dos dois. por isso pra mim, apesar de falarem que a formula dele ta ultrapassada ou é a mema, ele se supera em cima do seu proprio estilo, e continua fazendo boom bap... que é a essencia da parada... sendo assim um dos melhores produtores da atualidade no rap.

a insatisfacao pelo que o guru anda fazendo e clara, e o respeito ao gangstar incontestavel, mas me digam voces, o que acham sobre esses ultimos trampos do premier...

--
fzero

Anônimo disse...

Acabei de ouvir o novo álbum do Guru. Acho que ele ficou louco! Em uma das primeiras músicas ele diz: "No digital skills", e acabou usando o auto-tune umas 3 ou 4 vezes... Que merda!

Eu achei o Solar um bom produtor, mais nesse álbum... Tá todo um lixo! Nem tem comparação com o Version 7.0: Street Scriptures!

Super-producer... hahahaha

Ele deve ter ficado squizofrenico

Diego 'Noise D' Pereira disse...

Mano, eu tenho todos os CDs originais do Gang Starr. Desde o primeiro até o último da dupla. Sempre fui um fãzásso! Tem músicas do grupo que pra mim são como verdadeiros hinos do Rap. Eu aprendi uma coisa nos últimos anos... A música é um reflexo do homem que a fez... Acho que o Guru vem passando, já a algum tempo, por uma fase difícil de sua vida... Envolvimento com drogas, orgulho exacerbado, etc, etc... Isso acontece. Acontece comigo, acontece contigo. É uma pena não podermos mais escutar os dois caras juntos, mas qdo não existe mais afinidade entre as pessoas, fica difícil. Acho que foi isso que acabou separando Premier do Guru: a falta de afinidade, de sintonia pessoal. Mas nada apagará clássicos como "Code of The Streets", "Mass Appeal", "Speak Ya Clout" (todos do disco mais do que marcante "Hard to Earn"); "Take it Personal", "2 Deep" (ambos do disco "Daily Operation") e, claro, o disco inteiro "Moment of Truth", que é realmente, depois do "Hard to Earn", na minha opinião o melhor trampo deles. Boa carta pro cara. Vc enviou mesmo? Abraço, Felipe!

Anônimo disse...

É, os tempos passam, e somente os "fortes" sobrevivem, como diria o "509-E" aqui do brasil... Sempre fui fâ do gang starr e na época deste album (moment of truth) eu ouvia apenas "radio hits", lembro que fui comprar um cd na "24 de maio" e alguém me falou "escuta este aqui que eu acho que vc vai gostar", foi o marco-zero na minha vivência com o hip-hop; este album fui conseguir em vinil apenas à 3 semanas (usado, mas em perfeito estado) e os outros eu já tenho... mas em relação ao "Guru", sigo o que já disseram acima... o cara tá precisando de dinheiro, e se "vendeu" literalmente... foi trocar o "certo" (premier) pelo "duvidoso" (grande "solar") e acho que não está tão bem assim... é uma pena, mas espero que ele um dia "lembre" que ainda é um grande MC e está na direção errada; todos em o direito de tentar novas experiencias, mas desde que o faça com "sabedoria", e reconheça quando não está bom... Quanto à outra metade do gangstarr, espero que viva até os 120 anos fazendo estes "beats" insanos que sempre fez... pelo menos esta "metade" ainda nos faz sentirmos vivos (respirando através de aparelhos) no lado musical do hip-hop... abraços !!!!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

Anônimo disse...

Moment of Truth é o melhor album de hip hip do mundo na minha opinião... Nem se compara o Preemo com o Soolar, são estilos completamente diferentes. É normal que quem ouve as rimas de Guru nos GangStarr está habituado ao estilo de beats de Premier... E para alem de Guru ter piorado nas letras, os beats do Solaar são uma merda para quem gosta dos beats do Grande Preemo... Apesar dos GS acabarem, vemos que os dois elementos estão com uma escala de sucesso muito diferentes. Preemo está a rebentar completamente em todas as suas participações, mas o Guru tem piorado ao longo dos anos

Anônimo disse...

R.I.P.Guru