segunda-feira, 13 de julho de 2009

Royce Da 5'9'': The Revival EP

Há tempos Royce Da 5'9'' vem engolindo emcees em participações, com versos sensacionais em sequência. Foi assim com Elzhi, Black Milk e seus companheiros de Slaughterhouse ultimamente. E desde que surgiu para o rap com o clássico "Boom" que o emcee de Detroit não está tão em alta no gênero. 2009 verá dois lançamentos de Nickel Nine: além de seu solo, "Street Hop", está previsto o álbum de estreia do supergrupo com Joell Ortiz, Joe Budden e Crooked I. Porém, antes disso, uma pequena prévia do que está por vir surge com o EP "The Revival".

Com apenas quatro faixas, o trabalho, ao que parece, segue uma lógica de marketing do Slaughterhouse. Rumores dão conta de que cada membro do grupo lançará um EP aos moldes deste de Royce: três faixas solo e uma posse cut. Estratégia interessante e muito mais construtiva e original do que arrumar uma beef sem sentido com algum nome estabelecido da cena, como Joe Budden tentou fazer com Method Man.

Voltando para "The Revival", fica claro que Royce está numa fase áurea. Sua metralhadora de rimas está mais do que carregada, com battle rhymes afiadíssimas e punchlines criativas, cheias de referências populares. Aliás, a metáfora acima com armas é ainda mais definitiva para descrever "Gun Harmonizing", a faixa de abertura, com o Nickel Nine cuspindo onomatopeias de disparos junto a ataques líricos da melhor qualidade, em cima de samples vocais e uma batida que parece estar correndo das balas saídas da boca de Royce.

A faixa seguinte, "Count for Nothing", pega emprestado o clássico sample de Chuck D contando até nove - o mesmo usado por Premier em "Ten Crack Commandments", do Biggie - e segue com o fuzilamento de rimas de Royce. "Warriors" vem em seguida e é a faixa que reúne os Slaughterhouse. Coincidência ou não, é a mais poderosa do EP, uma homenagem ao quarterback Steve McNair, assassinado recentemente, com um sample jazzy transformando em algo sinistro. "Street Hop" fecha o registro com mais uma rodada de referências pop e alto grau de bragadoccio, com Royce num flow mais lento e sobre uma batida mais modesta.

"The Revival" chega ao fim cumprindo seu papel de forma bastante adequada. É um ótimo aquecimento para os próximos projetos de Royce, pois aproveita o momento iluminado do emcee para colocar material de qualidade nas ruas e criar uma expectativa para os discos que estão para sair. Resta saber se os outros membros do Slaughterhouse também vão ajudar no marketing, ou se vão confiar no seu membro mais afiado para fazer o trabalho sujo.

Royce Da 5'9'' - The Revival EP
01. Gun Harmonizing
02. Count For Nothing
03. Warriors (feat. Slaughterhouse)
04. Street Hop 2010

Download