sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Boom Bap Jams Volume II

Duas semanas depois, estamos aqui com a segunda versão do Boom Bap Jams. Gostei das dicas do pessoal do primeiro post, espero mais coisas boas desta vez, ok? Pois bem, aqui vai a minha lista de mais tocadas para este fim de semana acima de 40 graus no Rio de Janeiro. Coloque-as no seu MP4/iPod e corra para a praia.

* 4th Disciple & ShoGun Assason - Tha Fall
Joia rara, encontrada numa compilação obscura de um dos principais produtores do mundo Wu. O 4th Disciple inclusive já contribuiu com beats para alguns dos principais trabalhos do Wu. Nesta faixa, que é de uma coletânea dele, chamada "The Best of 740", com leftovers da carreira, a marca wu-tangclaniana é evidente: batidão pesado, caixas matadoras e um sample sensacional do Star Wars. O Shogun é mais um entre os milhares de emcees afiliados ao Wu, mas não faz feio; a letra é um misto de referências a filosofia 5 Percenter, islamismo, revolução, battle rap e guerra.

* Public Enemy - He Got Game
Depois de assistir ao filme homônimo, do Spike Lee, com Ray Allen e Denzel Washington, imediatamente a faixa título entrou no MP3. Embora tenha sido lançado bem depois dos áureos tempos do PE, Chuck D e companhia continuam contundentes. A batida, que sampleia de forma simples o rock "For What It's Worth", da banda Buffalo Springfield, em nada lembra a anarquia de samples dos primeiros álbuns, mas ainda assim funciona perfeitamente para as rimas sempre cheias de força de mister Chuck. O primeiro verso, então, é espetacular. "Minha caminhada fez o meu traseiro se perguntar / onde está Cristo em meio a esta crise / odiando Satã, nunca soube o quão isso é legal".

* Royce da 5'9'' - Hood Love feat. Bun B & Joell Ortiz
Ainda não ouvi o disco novo do Royce com a devida atenção, mas esta faixa não passou despercebida por mim. "Hood Love" é mais uma para o catálogo de contribuições entre o emcee de Detroit e o lendário DJ Premier. Já dá para saber que o beat é imaculado, né? Pois bem, aqueles samples picotados de forma bem visível e a bateria pulsante continuam lá, só faltou o refrão com scratches. Parece que o Primo está investindo mais em strings, e, assim como o "Ain't Nuttin Changed", do Blaq Poet, o sample principal aqui também está nas cordas. Tudo para Royce e seus parceiros rimarem sobre seus hobbies quando estão na comunidade. Royce entra em modo introspectivo, Bun B fala sobre as particularidades do bairro dele e o Ortiz segue pelo mesmo caminho, mas faz jus a seus quilos a mais e gasta umas boas linhas falando sobre churrasco e outras comidas.

* Wale - Mama Told Me
Mais um álbum que ainda não ouvi direito, e mais uma faixa que, mesmo assim, já capturei. A batida é do promissor Best Kept Secret e é o ponto alto da canção, embora meio que me lembre os beats que saem quando acionam a fórmula de imitar o 9th Wonder - leia-se samples soul e caixas marcantes. Confesso que nem prestei muita atenção no Wale, o instrumental é realmente bom.

* CunninLynguists - Love Ain't feat. Tonedeff
Depois de resenhar o disco novo, acabei revisitando os trabalhos antigos, e achei esta pérola, do disco "Southernunderground". O Tonedeff é um dos caras mais completos do rap, e pouca gente reconhece ele, quase não se fala nele. Aqui, ele ataca novamente com a levada mais rápida do mundo; mas não é só isso: a escrita do cara é sensacional, tanto em termos de mensagem quanto tecnicamente. Ouça e fique doido pensando que ele está repetindo as palavras, quando na verdade é uma montanha de rimas multissilábicas entregues em alta velocidade. O beat do Kno segue aquele estilo dele. O efeito de deixar o Tone rimando a capela para só depois vir a pancada é sensacional.

* Tonedeff - Disappointed
Falando em Tonedeff, chegamos ao primeiro single do último disco do cara, "Archetype". Mais uma vez, as habilidades do cara estão no auge: batida de autoria própria que casa perfeitamente com o tema, que é basicamente o desapontamento do Tone depois que ele consegue sair com a garota dos sonhos e descobre que ela não é tudo aquilo que ele imaginava. A levada é mais lenta, mas o tom de ironia e a capacidade de rimar como se fosse a coisa mais fácil do mundo contam pontos a favor. "Eu usualmente só saio com pilotos femininas, porque elas tem os melhores cockpits"; sendo cock = gíria para pênis; pit = buraco. Pegaram? Hã, hã? Mas a melhor punchline é essa: "Os caras, revoltados, a chamam de puta, eu peço a Deus para que seja verdade / porque uma puta dá para todo mundo, já a vadia dá para todo mundo, menos para você".

* GZA - Cold World
Direto de um dos melhores álbuns de todo tempo, o senhor GZA The Genius nos traz um relato sombrio sobre seu bairro com um storytelling impecável. E então chega Inspectah Deck, mais descritivo do que narrativo, mas ainda em alto nível. O refrão é meio enjoativo, mas a batida turva de RZA compensa qualquer coisa, com minimalismo e obscuridade. É do Rebel INS a melhor linha; depois de falar sobre assassinatos e intrigas do crime, ele arrebata: "Você testemunha a saga, as casualidades e o drama / a vida é um roteiro, eu não sou ator, e sim o autor desta ópera dos dias modernos / onde o protagonista é o papel presidencial, o fator dominante".

* Tech N9ne - Red Nose
Dica do Paulo, que já havia me pedido há um tempo um post sobre essa música, mas, como eu sou vacilão, não tinha atendido ainda. Tech N9ne é um dos caras mais singulares do rap, um estilo completamente diferente do que vemos por aí, seja underground ou mainstream. Na verdade, Tecca N9na é um caso raro de underground bem sucedido financeiramente;ele já vendeu mais de um milhão de discos. Em "Red Nose", ele fala sobre tudo isso numa letra bem pessoal: a desconfiança das pessoas por ele ser tão diferente, algo que ocorre desde sua infância. O flow é sensacional, uma mistura entre levada rápida e cantoria, no melhor estilo Bone Thugs, mas bem mais lírico. O sentimento deste emcee singular é resumido ainda no primeiro verso: "Mano, acredite / nada é pior do que você saber que é bonito / mas ser tratado como um pato feio".

9 comentários:

rubens disse...

só uma dica mano... bem que você podia faze a resenha do ultimo album do tech n9ne hein... K.O.D.

pra mim o melhor do ano;;

Mychell disse...

Blakroc - Coochie

D-Stroy - Roll out

Diz Gibran - The hardest word

Garth Vader - Feelings

Move.Meant - Aarons joint

Vee - Da piano

C-Rayz Walz - Degrees

Ta ae minha contribuição... paz!

Paulo disse...

Valeu por acatar minha dica xD.

A opinião de um profissional é muito boa pra gente entender melhor o conteúdo das músicas, amanhã posto mais umas 5 músicas que eu tenho ouvido recentemente. Abraço!

CASÉ disse...

a faixa do WALE tá bacana...vou ter q catar o álbum, tem por aqui?

Paulo disse...

Want Beef? - Pale Soul (sem coments)
http://www.youtube.com/watch?v=4s41hPnCwQI

Visions of a Blur - Darc Mind
http://www.youtube.com/watch?v=o-Ht62UnUZg

We Are The Ones - Visionaries (é só abrir no player do myspace)
http://www.myspace.com/visionaries

Hollow Bones - Wu-Tang Clan (o Inspectah é foda!)
http://www.youtube.com/watch?v=DlMsNGInjt0


E a melhor... A que mais tenho ouvido, o sample vocal dessa é monstruoso!
.
My Sweet Misery (Loser Pt. 4) - Insane Poetry (prod. Sutter Kain)
http://ligamusic.com/flash_player/flash_track.php?type=Insane%20Poetry&id=6445507

Paulim disse...

Coloca um link do álbum do Tonedeff aqui nos comentários... só conheço ele nos sons do Cunninlynguists e acho foda demais...

Abraço

Mychell disse...

Não podia deixar passar:

Roots Manuva - Movements

fica de 4. a melhor 'visão' esportiva. disse...

Blaq Poet - Rap Addiction
J Rawls & Robinson - Music is Forever
KRS-ONE & Buckshot - Think of the Things ft. K'Naan
Tek (of Smif-n-Wessun) - Toast to the Good Life
Kidz In The Hall - We At It Again
K.Sparks - Super Senior
Raekwon - House of Flying Daggers ft. I.Deck, Goshtfac K & 'Mef'.

Aproveitando a menção á minha terra:
Quinto Andar - Vai vendo
De Leve - Caô Fudido

É isso. Paz

Anônimo disse...

Die Auswahl an Anhängern ist riesengroß und die thomas sabo online shop deutschland Wahrscheinlichkeit, dass jemand genau das schmuck thomas sabo gleiche Bettelarmband wie man selbst trägt, ist verschwindend ohrringe creolen gering. Auch nach vielen Jahren noch begeistert das Bettelarmband seine Besitzer. Es strahlt einen ganz eigenen thomas sabo uhren billig Charme aus und kann sowohl Glückssymbole, Armband mit Anhänger als auch Liebesbezeugnisse, Freundschaftszeichen oder thomas sabo schmuck günstig einfach modische Akzente beinhalten. Je nach dem, thomas sabo schmuck wie man es schmückt, kann es elegant, sportlich, modisch, thomas sabo charm club anhänger schlicht oder ausgefallen wirken. Es passt sich auf diese Weise immer wieder dem Anlass und dem gewählten thomas sabo shop Kleidungsstil an. Manche Trägerinnen weisen nach einiger Zeit zuhause eine richtige kleine Sammlung an Anhängern thomas sabo engelsflügel auf, um das Bettelarmband immer wieder neu schmücken zu können. So bleibt es auch nach langer Zeit immer noch interessant und kommt niemals aus der Mode. Der Design- und Produktionsprozess bei der Life Kollektion ist sehr ähnlich wie bei der Oliver Weber Kollektion.