sábado, 15 de dezembro de 2007

Os 10 Melhores Álbuns de 2007

Com o fim de mais um ano, é hora de analisar os trabalhos lançados em 2007 e os rumos tomados pelo rap em geral. Com o crescimento ininterrupto da internet afetando diretamente as vendas dos discos, artistas do mainstream que vendiam milhões, como 50 Cent e Kanye West, agora lutam para chegar à marca do milhão de cópias vendidas. Por falar em 50, 2007 viu o rapper cair bruscamente em popularidade, assim como seus fiéis companheiros de G-Unit. Apesar disso, novos emcees de plástico têm feito sucesso. A última bizarrice que o rap nos proporcionou se chama Soulja Boy. É ruim constatar também que o Dirty South e o snap rap continuam dominando as vendas, prejudicando inclusive os bons artistas existentes no Sul mas que ainda não se formataram ao moldes da indústria para alcançar sucesso comercial.

Mas nem só de más notícias viveu o rap em 2007. O underground americano continua muito forte e prolífico, com novos e bons nomes surgindo freqüentemente. Outros nomes que, embora antigos na cena não tinham alcançado notoriedade, finalmente mostraram todo o seu potencial. Um dos grupos mais lendários do rap, o Wu-Tang Clan, voltou ao combate esse ano, apesar de brigas internas.

Para resumir o ano, Boom Bap compilou uma lista dos 10 melhores álbuns do ano, com base totalmente subjetiva. Foi interessante notar que, embora não tenha mais o mesmo vigor de outrota, o Wu-Tang ainda tem seu impacto no rap. Dois emcees ligados ao grupo nova-iorquino estão no top 10: Hell Razah, com seu Renaissance Child, e Killah Priest, com The Offering. Alguns novatos também mereceram seu lugar entre os melhores: é o caso do emcee Blu, da Califórnia, que se juntou ao DJ Exile para lançar a obra-prima Below The Heavens. Outro grupo, não tão novato, mas bem desconhecido, a marcar presença foi o Y Society, de Insight e Damu, que homenageou os anos 1990 com Travel At Your Own Pace. Mas nem só de novatos o top 10 é composto: Wu-Tang e Common marcaram presença com álbuns maduros, 8 Diagrams e Finding Forever, respectivamente. Outro veterano que está no top é Percee P, que, ironicamente, lançou seu álbum de estréia somente neste ano, o poderoso Perseverance. Para completar a lista, três pesos-pesados do underground americano confirmaram seu talento para lançar grandes álbuns: Cunninlynguists, com Dirty Acres, Little Brother, com Getback e Sean Price, o carismático emcee da Boot Camp Clik, com Jesus Price Supastar.

Nos próximos dias, seguirão posts dedicados a cada álbum, em ordem decrescente em relação à posição no ranking. Junto com os posts, uma resenha do álbum e, na medida do possível, uma letra traduzida.

Muitos álbuns ficaram de fora dessa lista, embora também tenham seu valor. Vale lembrar que a escolha foi feita baseada puramente no meu próprio gosto, ou seja, é composta pelos álbuns que mais me agradaram.

Discorda de algum nome? Acha que algum outro álbum merecia estar na lista? Comente!

7 comentários:

GUIGA disse...

FODA O REVIEW AE, PRBz...

DESSSES Q CITASSE CURTI MT O DO BLU, 2º MELHOR CD DO ANO P MIM, O MULEKE TEM FUTURO

O DO WU P MIM TAH ENTRE OS MELHORES TB, APESAR DE N TER SIDO NENHUM 36 CHAMBERS

MAS O MELHOR ALBUM DO ANO P MIM TU N CITASSE AE, FOI O ALBUM DO PUBLIC ENEMY, O SOM DELES N ENVELHECE NUNCA

FLW CARA, MT BOM O BLOG

James disse...

Ear Drum, do Talib Kweli!!!! Pecado ter ficado de fora! Esse pra mim é top 5, Talib é o cara. Também gostei muito do Undisputed Truth, do Brother Ali, ótimo álbum. Tem o do A-Plus também, o próprio P.E. que o maninho aí em cima citou, ah, é foda, você vai lembrando, tem muito CD bom. 2007 foi um bom ano sim, parece que o mainstream vai ficando cada vez pior e o under vai evoluindo cada vez mais. O negócio é esquecer o rádio, que só toca merda mesmo, não tem jeito, e sair baixando as pedradas.
Paz!

Felipe Schmidt disse...

Guiga:
Realmente, Public Enemy continua consistente e agressivo, o som dos caras parece ser eterno. Foi mais um bom álbum desse ano.

James:
2007 realmente foi um bom ano, com vários albuns a serem lançados. O do Brother Ali tava na minha lista inicial, mas depois acabou saindo. Talib Kweli eu achei bom, mas tinha algumas músicas descartáveis. Enfim, questão de gosto mesmo, agora é esperar por 2008 pra saírem ainda mais álbuns bons.

Paz!

julio cesar disse...

Fala, Grande! meu nome é Júlio Cesar, sou Dj aqui do Rio de Janeiro, e estou conhecendo seu blogspot esta semana! Muito foda, parabéns. Concordo com sua lista de melhores de 2007, eu acrescentaria o album do phat kat,"Carte Blanche", não sei se vc já comentou sobre ele, ou se é de 2007, mas é um album foda! Com produções do J Dilla e do Black Milk, se puder comente ou mostre-me este comentario, valeu? Forte abraço!

Felipe Schmidt disse...

eae julio cesar, valeu pelos elogios, também sou do rio, de nilopolis, mais precisamente.

então, eu li sobre o album do phat kat mas nao escutei ainda, vou ver se baixo pra ouvir...

abração, e continue visitando!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

Anônimo disse...

http://lumerkoz.edu good material thanks http://barborazychova.com/members/Buy-Levaquin.aspx zhenjiang overlays http://soundcloud.com/zovirax pilotless http://www.comicspace.com/adalat/ invitational scoreboard http://soundcloud.com/zetia noairport camas http://riderx.info/members/Buy-Meridia-Online.aspx greenstat cigarettes